1| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

F

  Significado
Factor de queda O factor de queda determina o nível de gravidade da queda na escalada. É um valor que se obtém dividindo a distância da queda de um corpo, pela quantidade de corda que foi utilizada para suportar a força que o mesmo corpo exerce no final da queda. De uma mesma altura é possível obter dois factores diferentes, com consequências igualmente díspares. O factor 2 é o valor máximo do FQ que pode ocorrer em condições normais em escalada; considerando que a altura da queda não pode ser superior a 2 vezes a longitude de corda utilizada. Quando cumpridas algumas medidas e técnicas adequadas, a queda de F2 é raramente atingida. Uma queda de altura menor, pode produzir uma força de choque maior que uma queda de altura superior. O que condiciona em última instância a força de choque resultante de um factor de queda, é a quantidade de corda utilizada para deter essa mesma queda.
FAM Federação Aragonesa de Montanhismo. São igualmente as inicias para a Federação Andaluza de montanhismo.
FEDME Federação Espanhola de Desportos de Montanha e Escalada.
FEME Federação Espanhola de Montanha e Escalada.
FFEME Federação Francesa de Montanha e Escalada.
"Fifi" Tipo de gancho utilizado na escalada artificial. Quando fixo a uma fita unida ao arnês, permite o escalador unir-se rapidamente a uma protecção existente na rocha.
Fita "Peça" de material em tecido de alta resistência, destinado geralmente à elaboração de reuniões para manobras de corda. São normalmente utilizadas em anel, podendo as suas extremidades estar unidas por um nó (menos resistentes), ou cozidas mecanicamente (mais resistentes). Existem duas categorias, as "Tubulares", muito maleáveis e as Plats (Planas), más "rígidas" mas mais resistentes.
"Fita Americana" Fita adesiva da alta resistência (material não técnico), muito utilizada pelos escaladores americanos de Big Wall, para proteger e reforçar as garrafas e garrafões de água de plástico, remendar perfurações ou rasgões nos tecidos da tenda suspensa (hamaca), reforçar pontos de possível ruptura, por fricção na rocha do saco de Big Wall (Petate) etc. A sua utilização é indicada para qualquer actividade, desde que NÃO seja para garantir DIRECTAMENTE a fiabilidade de material técnico de segurança (cordas arneses, fitas, etc...). Esta fita impermeável, de extrema aderência, tem uma resistência à tracção até 17kg, à pressão de até 4 bar, e a uma temperatura máxima de 70º e miníma de -5c.
FMM Federação Madrilena de Montanhismo.
Föhn, efeito de Vento quente e forte vindo do sul. Nos vales Alpinos possui um eixo norte. No lado exposto da montanha a barlavento ocorrem chuvas, do lado de sotavento, ocorrem rajadas, aumento da temperatura e a descida da humidade relativa. Nos sistemas montanhosos anuncia uma mudança meteorológica rápida, com prognóstico de temporal num curto lapso de tempo.
Fontainbleau Mítica escola de escalada de boulder, às portas da cidade de Paris.
Força de Choque Força que se transmite ao escalador no final de uma queda. 1200 daN é o limite máximo de força que deve ser transmitido ao escalador, já que a partir deste valor o corpo pode sofrer lesões graves. A intensidade da força de choque não está directamente relacionada com a altura da queda, mas sim com a quantidade de corda utilizada para deter essa mesma queda e das características dinâmicas da corda.
Força Tri-axial Solicitação inadequada de forças sobre um mosquetão, a partir de três pontos.
Forro Polar Peça de vestuário em pólister, destinado a reter o calor corporal. É leve, fácil de secar e transporta eficazmente o suor para o exterior. É muito utilizado como segunda camada.
FPC Federação Portuguesa de Campismo. Organismo reconhecido pelo estado Português, com a tutela, através da sua actual Escola Nacional de Montanhismo, de coordenar a prática montanhismo e escalada em Portugal.
"Friend" Nome em inglês para definir um tipo de protecção móvel constituída geralmente por quatro peças móveis (Cams) unidas entre si por um eixo e um cabo rígido ou maleável, unido perpendicularmente a este eixo. A extremidade do cabo destina-se à união de uma fita e mosquetão. Esta peça pode ser facilmente adaptada a várias larguras de fendas, através de (Cams) que são movidas por controlo de molas accionado pelos dedos do escalador. Existem em jogos de 10 ou mais unidades, todos eles com tamanhos diferentes, mas cada um deles mais versátil que qualquer entalador. É considerado um entalador activo, pois sempre que é solicitada a sua extracção da fenda, este tende a expandir-se e a atascar-se ainda mais na fenda. Os friends de cabo flexível, são mais versáteis e seguros que os de cabo rígido; estes últimos já em desuso.
Frontal Lanterna incorporada por um sistema de fitas, que permite que esta seja colocada na cabeça, ou sobre o capacete, libertando assim as mãos para outras funções mais importantes. O modelo Zoom da marca francesa PETZL, é um dos modelos mais conhecidos e vendidos em todo o mundo. Peça de equipamento muito útil a qualquer campista, montanheiro, alpinista, escalador, espeleólogo, etc...

 

Página actualizada em
02-10-2003 17:13:23